Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma Pepita de Sucesso

Tudo sobre saúde, trabalho, lazer, viagens, sucesso, família e estilo de vida.

Uma Pepita de Sucesso

Tudo sobre saúde, trabalho, lazer, viagens, sucesso, família e estilo de vida.

Poemas de Eugénio

IMG_20190115_144147.jpg

Quinta do Furão, Santana, Ilha da Madeira

 

 

"Levaria na mala a minha alegre infância
que a pouco e pouco vai ficando mais distante
a rua onde cresci sem ter grande importância
mas que das ruas todas é a mais importante

a minha avó mais nova que por mim gritava
meu avô fumando cigarro após cigarro
o negro alcatrão com giz tanto riscava
rectângulos dos jogos que hoje não apago

levaria a infância dentro de uma mala
para um país longínquo, ou inóspito deserto
podia ainda sorrir da infância que vivi

pois que esta vida adulta é voz que não se cala
um grito que sufoco e me mantém desperto
a minha doce infância, a rua onde cresci"


 - Eugénio

 

 

Obrigada Eugénio pelo poema maravilhoso

 

Poemas ... por Mário Quintana

IMG_20210530_114833.jpg

Boca da Corrida, Jardim da Serra, Ilha da Madeira

 

"Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.


Quando fechas o livro, eles alçam vôo
como de um alçapão.


Eles não têm pouso
nem porto;
alimentam-se um instante em cada
par de mãos e partem.


E olhas, então, essas tuas mãos vazias,
no maravilhado espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti..."

- Mário Quintana

 

 

A lua não lhe excede em beleza

IMG-20191030-WA0007.jpg

Madalena do Mar, Ilha da Madeira

 

 

"A Lua não lhe excede em beleza

não se reveste de poesia, não

atrela o sorriso de sol

antes lhe rouba a claridade

 

a lua não tem o contorno suave

dos seios dadores de vida

nem lhe iguala ao rosto

irradiando alegria

 

nem tem os braços firmes

nem a pose elegante,

nem o fogo redondo

terminal das costas,

 

nem os cabelos pretos

mais escuros que a noite

asa de corvo, nem as iguarias

dos olhos serenos.

 

que me trave o ímpeto

do peito verter-me em versos

que se fossem de água

me afogaria neles

 

mas o sonho envolve-me

numa ilha perdida

num mar inquieto e

revolto em espuma

 

como o sorriso de açucar

que do beijo em fogo

saberia nos lábios doces

a fulvo caramelo

 

bastaria um estalar de

dedos seu para cessar

o meu voo poético

de albatroz até si"

 

- Eugénio

 

 

Um belo poema que recebi do Eugénio que não resisti em partilhar aqui no meu blog.

Obrigada Eugénio!

Adorei este poema!

 

 

Ilha ... por Eugénio

IMG_20200510_114426.jpg

Miradouro do Curral dos Romeiros, Ilha da Madeira

 

 

"Se de vento veloz eu fosse feito,
Ou de água transparente fosse mar
Pudesse ir a voar pelo ar perfeito
E pudesse na ilha verde aterrar,

Fosse navio com avaria caravela
na rainha da Beleza a Ilha atracar
E conseguisse vê-la, ao menos, vê-la
Meu coração talvez pudesse sossegar

Vagueando pelos montes verdejantes
Miradouros se possível contemplar
E de uma flor das flores luxuriantes
Deixar-lhe um beijo que soubesse a mar,

Não ser de água, de vento, de ar eu não
Só poderei ir à Ilha de avião."

- Eugénio

 

Muito Obrigada, Eugénio, pelo maravilhoso poema.

 

Vazio ...

IMG_20210530_114833.jpg

Boca da Corrida, Jardim da Serra, Ilha da Madeira

 

 

"A lagarta dorme num vazio chamado casulo até se transformar em borboleta.
 
A música precisa de um vazio chamado silêncio para ser ouvida.
 
Um poema precisa do vazio da folha de papel em branco para ser escrito.
 
É no vazio da jarra que se colocam flores.
 
E as pessoas, para serem belas e amadas, precisam ter um vazio dentro delas.
 
A maioria acha o contrário; pensa que o bom é ser cheio.
 
Essas são as pessoas que se acham cheias de verdades e sabedoria e falam sem parar.
 
São umas chatas!
 
Bonitas são as pessoas que falam pouco e sabem escutar.
 
A essas pessoas é fácil amar.
 
Elas estão cheias de vazio.
 
E é no vazio da distância que vive a saudade."
 
- Rubem Alves
 
 

Desafio caixa de lápis de cor # Branco

IMG_20200706_111053_1.jpg

Véu da Noiva, Seixal, Ilha da Madeira

 

"Que poema, de entre todos os poemas,
Página em branco?
Um gesto que se afaste e se desligue tanto
Que atinja o golpe do sol nas janelas.

Nesta página só há angústia a destruir
Um desejo de lisura e branco,
Um arco que se curve - até que o pranto
De todas as palavras me liberte."

- Sophia de Mello Breyner Andresen, "Antologia"

 

Neste desafio participo eu, a FátimaConcha, A 3ª Face, a Maria Araújo, a Peixe Frito, a Imsilva, a Maria, a Ana D., a Célia, a Charneca Em Flor, a Miss Lollipop, a Ana Mestre a Ana de Deus, a Cristina Aveiro, a bii yue, José da Xã, a Olga João-Afonso Machado e a  Marquesa de Marvila.

 

Todas as quartas feiras e durante 12 semanas publicaremos um texto novo inspirado nas cores dos lápis da caixa que dá nome ao desafio, lançado  no blogue da Fátima.

 

Ser Poeta - Florbela Espanca

IMG_20190414_113931.jpg

Parque de Santa Catarina, Funchal, Ilha da Madeira

 

Ser Poeta

 

Ser Poeta é ser mais alto, é ser maior 
Do que os homens! Morder como quem beija! 
É ser mendigo e dar como quem seja 
Rei do Reino de Aquém e de Além Dor! 


É ter de mil desejos o esplendor 
E não saber sequer que se deseja! 
É ter cá dentro um astro que flameja, 
É ter garras e asas de condor! 


É ter fome, é ter sede de Infinito! 
Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim... 
É condensar o mundo num só grito! 


E é amar-te, assim, perdidamente... 
É seres alma e sangue e vida em mim 
E dizê-lo cantando a toda gente! 

Florbela Espanca, in "Charneca em Flor" 
 
 
 
Quem gosta da poesia de Florbela Espanca?
 
 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Mensagens

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub