Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma Pepita de Sucesso

Tudo sobre saúde, trabalho, lazer, viagens, sucesso, família e estilo de vida.

Uma Pepita de Sucesso

Tudo sobre saúde, trabalho, lazer, viagens, sucesso, família e estilo de vida.

O pássaro ...

IMG_20210627_112405.jpg

Promenade do Lido, Funchal, Ilha da Madeira

 

 

"Um homem tinha um pássaro em casa.
 
Sempre que estava mais triste ia até perto da gaiola e desabafava... sentia-se sempre melhor depois de o fazer.
 
Um dia, ao fim de longos anos de convivência, disse ao pássaro:
- Meu querido amigo, tens sido um companheiro fiel da minha vida. Dos poucos que nunca me abandonaram... pede-me o que quiseres, eu dar-to-ei...
 
Ao fim de algum tempo, e de forma inesperada, eis que se fez ouvir uma voz:
- Se me amas, deixa sempre a porta aberta. Ao longo deste tempo já te esqueceste de a fechar algumas vezes e eu nunca fui embora. Confesso-te que gostei de dar um passeio pelas redondezas, mas voltei. Fechei sempre a porta com cuidado para que não te sentisses mal. Estou aqui e estarei... mas era tão bom que merecesse a tua confiança!
 
- Tenho medo de que se deixar a porta aberta, tu não voltes mais...
 
- Sabes, se o fizer é porque não sou quem merece essa tua dedicação. Só com a porta sempre aberta poderás saber se te estimo ou não. Não é uma porta fechada que garante que dois corações têm o mesmo destino. Sem liberdade, não há amor. Apenas uma aparência doentia disso. Quem fica só porque tem a porta fechada ou medo do que possa acontecer depois de sair... não ama.
 
O homem abriu a porta ao seu amigo e nunca mais a voltou a fechar...
 
O pássaro por vezes voava para longe e voltava, sempre... tinha gosto em ser livre e em merecer a confiança de quem o amava.
 
As suas asas serviam-lhe para voar, para ir e também para voltar.
 
Gostava daquela casa, da gaiola, da companhia do seu amigo e da liberdade de ter o mundo inteiro.
 
Uma porta aberta é sinal de amor."
 
 
 
 
 
Fonte: 
 
 

Poemas ... por Mário Quintana

IMG_20210530_114833.jpg

Boca da Corrida, Jardim da Serra, Ilha da Madeira

 

"Os poemas são pássaros que chegam
não se sabe de onde e pousam
no livro que lês.


Quando fechas o livro, eles alçam vôo
como de um alçapão.


Eles não têm pouso
nem porto;
alimentam-se um instante em cada
par de mãos e partem.


E olhas, então, essas tuas mãos vazias,
no maravilhado espanto de saberes
que o alimento deles já estava em ti..."

- Mário Quintana

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Mensagens

Posts mais comentados

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub