Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Uma Pepita de Sucesso

Tudo sobre saúde, trabalho, lazer, viagens, sucesso, família e estilo de vida.

Uma Pepita de Sucesso

Tudo sobre saúde, trabalho, lazer, viagens, sucesso, família e estilo de vida.

Fortaleza de São João Baptista do Pico

 

Fortaleza_do_Pico_-_14740646014_-_2014-05-13.jpg

 

A denominação de Fortaleza de São João Baptista do Pico ficou a dever-se à proximidade da Ribeira de São João e ao facto de ter sido edificada no Pico dos Frias, no Funchal, como é referenciado nos finais do século XVI.

 

Situada a 111,5 metros acima do nível do mar, esta fortaleza, concluída na segunda metade do século XVII, servia, na altura, de armazém de pólvora da cidade (pólvora que era destinada a todos os fortes e torres da Ilha).

 

IMG_20191020_121913-COLLAGE.jpg

 

A Fortaleza de São João Baptista do Pico funcionava como fecho da cortina da muralha sobre a Ribeira de São João, tal como determinava o Regimento de Fortificação de D. Sebastião (1572), fazendo parte integrante do sistema defensivo da cidade do Funchal, contra os constantes ataques dos piratas, corsários franceses e mouros de Argel. 

 

IMG_20191020_121803-COLLAGE.jpg

 

Por ordem do governador e capitão-general António Jorge de Melo, a partir de finais do século XVII, a Fortaleza de São João Baptista do Pico passou a servir de paiol, em consequência de um incêndio ocorrido na residência do governador na Fortaleza de São Lourenço.

 

IMG_20191020_121928-COLLAGE.jpg

 

Em meados do século XX, a fortaleza de São João Batista do Pico foi entregue à Marinha, e nela foi instalado o Centro de Comunicações da Armada.

 

Devido ao elevado número de antenas ali colocadas a população passou a designá-la, também, por “Pico Rádio”.

 

IMG_20191020_121834-COLLAGE.jpg

 

No essencial, a Fortaleza de São João Baptista do Pico mantém a sua estrutura original, de traça maneirista, com quatro baluartes pentagonais, que se desenvolvem interiormente em dois níveis, ficando no mais baixo a praça de armas, onde se encontra esta exposição.

 

Foi classificada de Monumento de Interesse Público em 1940.

 

 

Fonte AQUI

 

33 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Mensagens

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D