Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma Pepita de Sucesso

Tudo sobre saúde, trabalho, lazer, viagens, sucesso, família e estilo de vida.

Uma Pepita de Sucesso

Tudo sobre saúde, trabalho, lazer, viagens, sucesso, família e estilo de vida.

Diário da Gratidão - Dia 07-01-2019

 

Hoje quero agradecer uma bênção de recebi há 32 anos.

 

Ainda me lembro do teu rosto, ainda sinto nas mãos o teu corpito, ainda ouço o teu choro, ainda sinto o teu cheiro ....

 

49308576_753719181657202_762045275551301632_n.jpg

 

Era muito nova, não sabia como criar-te.

 

Mas tu, sabendo da minha inexperiência, ensinaste-me.

 

Ensinaste-me a amar-te, como nunca imaginei amar alguém.

 

Ensinaste-me a cuidar de ti.

 

Ensinaste-me a amamentar-te.

 

Ensinaste-me a enxugar as lágrimas.

 

Ensinaste-me a levar a minha vida pra frente, a ultrapassar os desafios, a lutar por nós.

 

Eras o meu bebé! A minha boneca!

 

E como te amava ..... 

 

31453966_2071091289833800_3847386804168687616_n.jp

 

Nunca mais estive só.

 

Éramos a duas muito unidas, só tu e eu ....

 

E muito felizes!!!

 

E ainda somos muito cúmplices ...

 

Na moda, no exercício físico, nas conversas, na amizade, no amor que nos une.

 

18119550_10211163129546041_8564782779007050236_n.j

 

Adoro-te e estou eternamente GRATA por estares na minha vida.

 

Para sempre, devo-te a felicidade destes 32 anos!

 

Obrigada minha Tatiana.

 

Diário da Gratidão - Dia 06-01-2019

 

 

Estou profundamente GRATA, do fundo do meu , aos 59 subscritores que subscreveram os meus blogues.

 

No inicio de Novembro do ano passado, quando reiniciei de uma forma regular a minha actividade nos blogues, depois de uma pausa de 2 anos, não tinha nenhum subscritor, acho até que escrevi para "o escuro".

 

A partir daí, tenho tido muitas pessoas, que diariamente visitam, comentam e subscrevem os meus blogues. 

 

Não sei se é um número elevado, médio ou baixo de subscritores em 2 meses, não conheço as estatísticas, nem estou para aí virada, não costumo medir tudo o que envolva sentimentos, emoção, vontades.

 

Para mim é um grande número, uma grande felicidade, vitória, alegria, saber que aquilo que aqui trago diariamente, poderá mudar a vida de alguém.

 

Porque o propósito dos meus blogues é isso mesmo.

 

 

Poder ajudar, mudar e tornar as pessoas mais felizes através daquilo que partilho.

 

 

Estou profundamente GRATA a todos os que passam diária ou ocasionalmente pelo meu cantinho.

 

Estou profundamente GRATA a todos os que me deixam os seus comentários porque ajudam-me a perceber se estou a conseguir o meu propósito.

 

 

Um bem haja a todos!

Diário da Gratidão - Dia 05-01-2019

gratidão memoria do coração.jpg

 

Hoje é dia de agradecer um "presente" maravilhoso do António (meu marido).

 

Hoje estou em casa de fim de semana, mas o António foi trabalhar logo de manhã, porque estão em balanço lá na empresa onde trabalha.

 

Quando me acordou às 08.30 h, antes de sair, com um beijo e abraço maravilhosos, senti um cheirinho a comida vindo da cozinha.

 

O António tinha preparado uma saborosa sopa de legumes para as "suas princesas", como costuma chamar-nos.

 

Hoje quero agradecer a pessoa maravilhosa que tenho ao meu lado, pelo gesto tão carinhoso de despertar e pela sopinha deliciosa que nos presenteou.

 

Grata, António, por estares comigo e me aturares durante estes 27 anos.

 

 

 

Diário da Gratidão - Dia 04-01-2019

agradecer mais do que pedir.jpg

 

 

Decidi aderir ao desafio "Diário da Gratidão" uma iniciativa da Maria do Blogue Maria das Palavras.

 

Adoro desafios,  especialmente este.

 

Porque me sinto abençoada.

 

Porque gosto de agradecer diariamente as bênçãos que recebo.

 

Mas por vezes não vemos estas bênçãos que nos são dadas.

 

Por vezes estamos tão "encasulados" nos nossos problemas, que achamos que elas não existem, que não há nada para agradecer.

 

Eu sei o que é isso .... 

 

Houve uma fase da minha vida, que estava tão infeliz, mas tão infeliz, que não enxergava nada à minha volta.

 

Achava que não havia nada de bom para agradecer. 

 

Tinha uma amiga que me dizia que, apesar de eu estar infeliz, deveria agradecer o facto de estar viva, de ter família, de ter amigos. 

 

Ficava com tanta raiva dela, que só me apetecia bater-lhe.

 

E ficava com tanta pena de mim porque não percebiam o quanto estava infeliz.

 

Mas havia sempre alguma coisa para estar grata ..... só que não via, apesar que me mostrarem diariamente com gestos, palavras e atitudes.

 

Era uma espécie de cegueira mental.

 

E quando estamos tão "encurralados" no nosso sofrimento, somos tão egoístas, que só conseguimos ver o lado negativo de tudo.

 

Mas tudo passou, e hoje, agradeço diariamente nunca ter desistido de procurar o melhor caminho, pois foi graças a nunca desistir, que ultrapassei tudo, consegui mudar de emprego e estar muito feliz.

 

Por isso, hoje agradeço ter tido a força, a coragem, a persistência e a determinação de nunca desistir daquilo que me faz feliz.

 

Agradeço, também,  à Maria este maravilhoso desafio.

 

 

 

 

 

 

 

Alegria - o nosso verdadeiro destino

seja fonte de alegria.jpg

 

 

"A alegria é o nosso verdadeiro destino e um direito natural do espírito humano"

Jillian Michaels.

 

Correr atrás da nossa paixão, lutar pela concretização dos nossos sonhos e dos nossos desejos, conecta-nos com o nosso verdadeiro "eu", com a nossa verdade.

 

E ao tornarmos esses desejos e sonhos realidade, estaremos em posição privilegiada para retribuir esse bem-estar às pessoas de quem gostamos e ao mundo em geral.

 

Sim, porque se estivermos felizes, alegres, bem dispostos, completos e conectados com aquilo que mais desejamos, poderemos transmitir essa felicidade ao outros.

 

Seremos como um íman, onde todos se apoiarão, seguirão e serão inspirados.

 

Mas todos compreenderão esta minha felicidade?

 

Não poderei causar algum desconforto naqueles que sofrem ou que ainda não se encontraram?

 

Sim, somos educados e ensinados a sermos humildes, a aceitar o sofrimento como uma parte natural da vida. 

 

Fomos programados para acreditar que temos de nos contentar com pouco.

 

Mas sinceramente....de que serve isso?

 

O sofrimento não é o nosso estado natural.

 

O nosso estado natural é a alegria e a felicidade.

 

É a realização daquilo que queremos e sonhamos.

 

As pessoas à nossa volta até nos poderão contrariar, abalar as nossas convicções, mas teremos de nos manter firmes.

 

Lideremos pelo exemplo...

 

Os que realmente valem a pena estar ao nosso lado poderão demorar a perceber, mas acabarão por seguir-nos.

 

Mas, mesmo que não o façam, não comprometamos a nossa felicidade por causa da falta de visão dos outros.

 

Chegou a hora de começarmos a viver a nossa vida de acordo

com o que desejamos - e com muita alegria.

 

Luísa de Sousa

 

 

É na simplicidade que estão as melhores oportunidades

simplicidade das coisas.jpg

 

Esta história foi retirada do livro “4 Horas por Semana” de Timothy Ferris.

 

Achei interessante, pois reflecte as mudanças fundamentais que adiamos, até nos vermos forçados a fazê-las.

 

 

“Um homem de negócios americano passou umas férias numa pequena aldeia costeira mexicana por ordem do médico. Não conseguindo dormir após um telefonema urgente do escritório, logo na primeira manhã foi até ao cais para desanuviar a cabeça.

 

Um pequeno barco com apenas um pescador tinha acostado e dentro estavam vários grandes atuns de barbatanas amarelas.

 

O americano elogiou o mexicano pela qualidade do peixe.

 

- Quanto tempo demorou a apanhá-los? – perguntou.

 

- Pouco tempo – replicou o mexicano num inglês surpreendentemente correcto.

 

- Porque mais tempo no mar e apanha mais peixe? – perguntou então o americano.

 

- Tenho o suficiente para sustentar a minha família e dar alguns aos amigos – explicou, enquanto descarregava para um cesto.

 

- Mas….o que faz o resto do tempo?

 

O mexicano ergueu os olhos e sorriu.

 

- Durmo até tarde, pesco um pouco, brinco com os meus filhos, faço uma sesta com a minha mulher, Júlia, e vou até a aldeia todas as noites, onde bebo vinho e toco viola com os amigos. Tenho uma vida cheia e ocupada, senhor.

 

O americano riu-se e ergueu a cabeça.

 

- Caro senhor, tenho um MBA por Harvard e posso ajudá-lo. Devia passar mais tempo a pescar e, com os lucros, comprar um barco maior. Dentro de pouco tempo podia comprar vários, porque apanhava mais peixe. Podia, por fim, ter uma frota de barcos de pesca – e continuou: – Em vez de vender o que apanhasse a um intermediário, podia fazê-lo directamente aos consumidores, abrindo por fim a sua própria fábrica de conservas. Controlaria o produto, processamento e distribuição. Precisaria de sair desta pequena aldeia piscatória, claro, e mudar-se para a Cidade do México, depois para Los Angeles e, por fim, para Nova Yorque, onde podia dirigir a sua empresa em expansão com a gestão adequada.

 

O pescador mexicano acrescentou:

 

- Mas, senhor, quanto tempo levaria tudo isso?

 

- Entre 15 a 20 anos. No máximo 25 – disse o americano.

 

- Mas, e então depois, senhor?

 

O americano riu-se e acrescentou:

 

- Essa é a parte melhor. Quando chegasse a altura certa, anunciaria uma oferta pública inicial, venderia as acções da empresa ao público e ficaria muito rico. Faria milhões.

 

- Milhões, senhor? E depois?

 

- Então reformava-se e mudava-se para uma pequena aldeia piscatória, onde dormiria até tarde, pescaria um pouco, brincaria com os miúdos, faria uma sesta com a sua mulher e iria todas as noites até à aldeia, onde poderia beber vinho e tocar viola com os seus amigos……”

 

 

Esta fábula é o exemplo que precisamos quando estamos adiando, adiando, arranjando desculpas para sair de uma vida sem sentido, achando que algures, daqui a uns anos seremos contemplados com a felicidade.

 

Adiamos com medo do que vamos encontrar. 

 

É natural…..

 

Mas, muitas vezes, é na simplicidade que estão as melhores oportunidades.

 

Um abraço

Luísa de Sousa

Pág. 5/5

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

 

Mensagens

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D